PortuguêsEnglishEspañol

Rafael Ferreira da Silva


Titulação: Doutorado em Letras Neolatinas – UFRJ – 2008

Categoria: Permanente

Linha de pesquisa:

1. Teoria, crítica e história da tradução

2.  Tradução, ensino/aquisição de língua estrangeira e novas mídias

Lattes (link de acesso) | E-mail: rafarjbr@gmail.com

Projetos de Pesquisa

O docente em questão aceitará, preferencialmente, a orientação de projetos de mestrado e doutorado que se enquadrem dentro do(s) seguinte(s) projeto(s) de pesquisa em andamento na Pós-graduação em Estudos da Tradução:

  1. Ensino de italiano língua estrangeira mediado por tecnologias da informação e da comunicação – Ao longo da História, o processo de ensino/aprendizagem de idiomas sofreu alterações não só quanto aos motivos pelos quais se aprende, mas também quanto ao modo como se aprende, quanto a elementos relacionados às Ciências da Linguagem e da Comunicação, às Ciências Psicológicas, às Ciências da Cultura e da Sociedade e às Ciências da Educação e da Formação. Tal processo mediado por Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) vem se tornando cada vez mais popular. Esta pesquisa inédita na área da italianística propõe-se a explorar ambientes de cursos de Italiano Língua Estrangeira online, analisar abordagens, métodos e metodologias, e traçar uma avaliação das propostas individuais, com base em Ciliberti, Balboni, Torresan, Rivoltella, entre outros.
  2. Os desafios da tradução da obra de Andrea Camilleri – O presente projeto de pesquisa tem a intenção de analisar a tradução para o português brasileiro da obra de Andrea Camilleri, sobretudo O Ladrão de Merendas. Pretende-se verificar as estratégias de tradução de variação linguística, identificar o uso de dialetos/idioletos em Il Ladro di Merendine, discutir questões culturais identitárias sicilianas e comparar a tradução para outras línguas como inglês (americano e britânico), francês, espanhol e catalão, confrontando com as categorias propostas pelos pesquisadores da Universidade degli Studi di Cagliari e as categorias utilizadas por diferentes teóricos. Nossa fundamentação teórica será em Berman (1995), Bourdieu (1998), Eco (2003), Mittmann (2003), Preti (2003), entre outras leituras que se fizerem necessárias.

Grupos de Pesquisa

  1. GP-CNPq, Camilleriamoci!, que integra 4 pesquisadores e 16 discentes.
  2. GP-CNPq DIGIT@LE, que conta com 5 pesquisadores e 1 discente.