PortuguêsEnglishEspañol

HGP9008 Prática de Tradução II

Prática de Tradução II (02 créditos)

Seminário prático que consiste na tradução de textos literários, com reflexões críticas permitindo que cada participante desenvolva e aprofunde conhecimentos práticos e teóricos na área; leitura e discussão de textos das principais correntes teóricas da tradução; realização de análises de traduções.

Bibliografia

Alencar, A.; Leal, I. e Meira, C. (orgs.), Tradução literária: a vertigem do próximo. Rio de Janeiro: Azougue, 2011.

BAKER, M.; SALDANHA, G. (orgs.) Routledge Encyclopedia of Translation Studies. 2ª. edição. Abingdon: Routledge, 2009.

BASSNET, S., LEFEVERE, A. (eds). Constructing Cultures: Essays on Literary Translation. Clevedon et al.: Multilingual Matters, 1998.

Berman, Antoine. A tradução e a letra, ou o albergue do longínquo. Trad. Marie-Hélène Catherine-Torres, Mauri Furlan e Andréia Guerini. Rio de Janeiro: 7Letras, 2007.

BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1996.

Britto, Paulo Henriques. A tradução literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

Casanova, Pascale. A república mundial da letras. São Paulo : Estação Liberdade, 2002. Tradução de Marina Appenzeller.

CHESTERMAN, A. (ed.) Can Theory Help Translators? A dialogue between the ivory tower and the wordface.Manchester: St. Jerome, 2002.

Constantinescu, Muguraş & Steiciuc, Elena-Brandusa (Eds) Identité, diversité et visibilité . Revista Atelier de traduction, n. 11 e 12. , Univers. Ştefan cel Mare, Suceava, 2009.

Even-Zohar, Itamar “The Position of Translated Literature within the Literary Polysystem”. In Lawrence Venuti (ed.) The Translation Studies Reader, Londres e Nova Iorque, Routledge, 2000.

Gambier, Y., Shlesinger, M. e Stolze, R. (eds.). Doubts and Directions in Translation Studies. Amsterdam: John Benjamins, 2007.

GENETTE,Gérard. Paratextos editoriais. São Paulo: Ateliê Editorial, 2010. Tradução Álvaro Faleiros.

Horta, Anderson Braga. Traduzir poesia. Brasília: Thesaurus, 2004.

Lambert, José, Literary Translation, Research Updated. Leuven: Acco, 1995.

Lefevere, André. Tradução, reescrita e manipulação da fama literária. Trad. Cláudia Matos Seligmann. Bauru: EDUSC, 2007.

LEVY, J. The Art of Translation. Tradução de Patrick Corness. Amsterdam: John Benjamins, 2011.

Martins, Márcia A. P. (org.), Visões e identidades brasileiras de Shakespeare. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.

Mauranen, A. e Kujamäki, P. (eds.) Translation Universals: Do They Exist?Amsterdam: John Benjamins, 2004.

Meschonnic, Henri. Poética do traduzir. Trad. Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich, São Paulo: Perspectiva, 2010.

Milton, John. O Clube do Livro e a tradução. Bauru: EDUSC, 2002.

Najarian, J. “Canonicity, Marginality and the Celebration of the Minor.” Victorian Poetry, 41:4 (2003 Winter), pp. 570-74.

Olmi, Alba Metodologia crítica da tradução literária: duas versões italianas de Dom Casmurro. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2001.

PYM, A. The Moving Text: Localization, Translation and Distribution. Amsterdam: John Benjamins, 2004.

Schäffner, Cristina, Translation and Norms. Clevedon: Multilingual Matters, 1999.

Schnaiderman, Boris. Tradução, ato desmedido. São Paulo: Perspectiva, 2011.

Sidiropoulou, M. Linguistic Identities through Translation. Approaches to Translation Series. Amsterdam: Rodopi, 2004. vol. 23

Silveira, Brenno. A arte de traduzir. São Paulo: Melhoramentos, 1954.

Sobral, Adail. Dizer o “mesmo” a outros: ensaios sobre tradução. São Paulo: SMS, 2008.

SOWERBY, R. The Augustan Art of Poetry: Augustan translation of the classics. Oxford: OUP, 2006.

Steiner, George. Depois de Babel: problemas de linguagem e tradução. Trad. Carlos Faraco. Curitiba: UFPR, 2005.

VENUTI, L. O escândalo da tradução. Tradução de Stella Tagnin. Tradterm, São Paulo, n. 3, p. 111-22, 1996.