Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: PortuguêsEnglishEspañol

Universidade Federal do Ceará
Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução

Área do conteúdo

Projetos dos Docentes

Ana Maria César Pompeu (01)

01. A Comédia educa Atenas em Nuvens e Vespas de Aristófanes

Este projeto tem como objetivo geral apresentar a comédia de Aristófanes como educadora da Atenas clássica, através da leitura e estudo das peças Nuvens e Vespas e identificar a poética cômica exposta pelo próprio gênero na sua metalinguagem teatral. Em Nuvens e Vespas, a comédia apresenta como se dá sua ação sobre os atenienses, primeiro desenhando as nuvens como a representação da mímesis da comédia, e, em seguida, parodiando um tribunal doméstico, como um jogo de criança, em um processo terapêutico para o tratamento da mania de julgar e condenar dos atenienses, na figura de Filocléon. As deusas que dão nome à peça são exemplos do procedimento da comédia, que imita o que vê de forma a exagerar os defeitos. Elas agem assim com Sócrates e Estrepsíades, fazendo com que eles se percam em seus erros. Mas, no final, elas se mostram como instrumento da justiça de Zeus. Na República, o conceito de mímesis está intimamente ligado à poesia, e é sobretudo por causa da imitação ruim do bem ou da imitação do mal que a poesia é descartada da cidade ideal: no livro III, Sócrates instrui que se deve imitar o mínimo possível e somente os bons; no livro X, em um nível superior de educação, a poesia mimética deve ser descartada por estar por três graus afastada da realidade. A figura de Estrepsíades, em Nuvens, preocupado com suas dívidas que o levariam ao tribunal por uma causa particular, pode se ligar à figura de Filocléon, que tem mania de julgar, mas não renuncia ao pagamento que recebe como juiz. Os dois jovens das duas comédias poderiam facilmente ser comparados por serem cavaleiros, isto é, por sua educação aristocrática. Se em Vespas, pai e filho, embora se oponham com relação a Cléon, podem ser caracterizados como dois lados de um mesmo cidadão, aconteceria o mesmo então com relação a Estrepsíades e Fidípides, em que o conflito educação rural contraposta à educação urbana é mais expressivo ainda.

Arvi Sepp (01)

01. Translation as Cultural Transfer in Migration/Exile in South America

The intellectual exile is, as Edward Said has it in Culture and Imperialism (1993), a “political figure between domains, between forms, between homes, and between languages” (p. 333). Similarly, the émigré translator can become a catalyst in the conceptualisation of alternative worlds by initiating a dialogue with other cultures and languages. One of the strategies of émigré authors in the exploration of their specific intercultural condition is self-translation. Through self-translation, they perform a specific act of cultural transfer in that they address two audiences and perform their fragmented identity between cultures. In her PhD thesis Bilingualism and Biculturalism in Self-Translation (2000), Corinne Scheiner emphasizes that the differences between original and self-translated text are “clearly marked as situational and cultural” (p. 87). In this research project, I propose to analyse the situational and cultural premises on which are founded the self-translated texts by émigré authors and translators in South America. The project touches on questions of translation, multilingualism and displacement in the works of authors who fled their home countries to South America. The project will contrast selected authors in their identity as translators, analyse selected passages from their self-translation and aim to deduce conclusions as to their condition as migrants/exiles and their integration into their new homeland(s).

Diana Costa Fortier Silva (01)

01. Estudo de Textos Acadêmicos Baseados em Corpus

Este projeto tem como objetivo investigar textos acadêmicos de partida e de chegada (Abstracts e Artigos de Pesquisa), no par português brasileiro > língua inglesa, à luz da Linguística de Corpus. A pesquisa insere-se no contexto do Projeto LETRARE (Laboratório de Tradução, Revisão e Edição de Textos Acadêmicos da UFC), que foi criado com o objetivo de contribuir para o processo de internacionalização da UFC, oferecendo à comunidade acadêmica oportunidades de traduzir ou editar/revisar seus textos em língua inglesa com vistas à publicação em periódicos internacionais. Nas últimas décadas, os estudos da tradução com base em corpora proliferaram e ofereceram contribuições importantes também ao estudo da tradução de textos acadêmicos. O resultado foi o estabelecimento de uma nova subárea de pesquisa dentro do campo dos Estudos da Tradução: os Estudos da Tradução baseados em Corpus (“Corpus-based Translation Studies” – CTS), compreendidos como um domínio interdisciplinar em que os Estudos da Tradução fornecem a base teórica e a Linguística de Corpus contribui com os métodos de pesquisa sobre o fazer tradutório e seus produtos (LAVIOSA, 2004:29). O presente projeto de pesquisa pretende contribuir com os estudos em CTS no Brasil.

Diego Napoleão Viana Azevedo (01)

01. Obras terminológicas para a tradução

O presente projeto de pesquisa busca analisar os aspectos teóricos e metodológicos envolvidos na elaboração de obras terminológicas destinadas à tradução de textos escritos e/ou orais de diferentes áreas de especialidade e desenhar obras dessa natureza em conformidade com as necessidades reais de uso de estudantes e profissionais da área da tradução em qualquer par linguístico. De caráter transdisciplinar, este projeto se fundamenta em perspectivas teórico-metodológicas suficientemente amplas e maleáveis na zona de confluência formada entre as áreas dos Estudos da Tradução, da Terminologia e da Lexicografia Especializada. Tais perspectivas incluem, entre outras, as teorias funcionalistas da tradução (REISS; VERMEER, 2014/1984; NORD, 2007, 2012), a noção de tradução de textos especializados e de aquisição da competência tradutória (HURTADO, 2011), a teoria comunicativa da terminologia (CABRÉ, 1999; CABRÉ; DOMÈNECH; ESTOPÀ, 2018) e a teoria das funções lexicográficas (FUERTES; TARP, 2014). As necessidades terminológicas para cada área de especialidade e para cada par linguístico serão levantadas por meio de questionário/entrevista, observação e/ou dedução (FUERTES; TARP, 2014) e nortearão a determinação dos conjuntos terminológicos a serem abordados, a composição dos corpora de estudo a serem processados e o desenho de soluções macro, médio e microestruturais de cada obra. Como resultado, serão realizadas discussões de caráter teórico-metodológico no tocante à elaboração de obras terminológicas para a tradução de textos escritos e/ou orais de qualquer área de especialidade e serão elaboradas obras terminológicas conforme a área de especialidade e o par linguístico em questão com vistas a atender as necessidades de seus possíveis consulentes.

Palavras-chave: Estudos da Tradução. Tradução de textos especializados. Obras terminológicas.

José Cyriel Gerard Lambert (01)

01. Towards an empirical mapping of translation in contemporary Brazil

Within our contemporary societies, translation phenomena can be envisaged and studied as a barometer of the internationalization phenomenon, or as a key component of internal and external relationships, both on behalf of national-institutional behavior and as part of everyday discourse. This is particularly relevant in a country like Brazil, given its wellknown traditional (“autochtonous”) languages on the one hand, and its history of organized and non-organized immigration, not to speak about border languages (e.g. portuñol). Given its size and its historical complexities, Brazil is a fascinating and fashionable topic for particular scholarly articles on translation. How this enormous country may be submitted to organizational rules as far as translation is concerned, remains an open question. Since Translation Studies claims to go for interdisciplinary approaches, it is not utopian any more to make use of sociological and organizational models that allow for more fundamental insights. A series of test cases will provide a few symptomatic answers, first of all in matters of international (and institutionalized) communication channels: official language policies, regional policies, e.g. in relation with so-called linguistic enclaves, Brazilian and other airlines, tourism, Internet practices, international organizations, customs, etc.- The confrontation with actual practices is a crucial issue, but will be planned at a later stage. The same applies to the Human Resources issue: e.g. the question of the actors, who is in charge of the people involved and who is charge of the execution (Brazilians/immigrants; international teams, etc.)? The goal is indeed not to evaluate the various results of the mapping, nor to influence the training of translators (see recent volumes on translators on the African continent) nor to analyze the translation market(s) from the sociological (Bourdieu oriented) perspective, but rather to prepare international confrontations. Possible recent measures since Brazil acquired the international BRIC status may lead into hypotheses and a few international confrontations.

Luana Ferreira de Freitas (02)

01. Literatura Brasileira Traduzida

A internacionalização sistemática da literatura brasileira pode ser corroborada, entre outros motivos, pelo sucesso da recente empreitada de Benjamin Moser, The Complete Stories, com os contos de Clarice Lispector, e pelos dados disponíveis do projeto Conexões Itaú Cultural e da plataforma Richard Burton, que mapeiam a divulgação das letras brasileiras no estrangeiro. Um dos motivos para o sucesso da recepção de obras brasileiras no exterior e para o crescente número de traduções e retraduções de autores brasileiros fora do Brasil é o Programa de Apoio à Tradução e à Publicação de Autores Brasileiros no Exterior promovido pela Fundação Biblioteca Nacional, que tem apoiado traduções de autores brasileiros. A presente pesquisa pretende aprofundar a análise da história, crítica e recepção da literatura traduzida e retoma minhas pesquisas anteriores, de doutorado, de pós-doutorado e de professora-pesquisadora na Universidade Federal do Ceará.

02. Tradução Comentada e Anotada

A tradução como leitura extremada é o cerne da investigação proposta e é a partir dessa leitura mesma que tanto comentário quanto tradução são empreendidos. Essa pesquisa tem como objetivo a tradução e retradução de textos literários e teóricos e a reflexão da atividade tradutória por meio de comentários e notas, visibilizando o tradutor. Uma vez que reflexão e leitura são práticas indissociáveis e que todo texto é inerentemente polissêmico, a tradução é um exercício de crítica textual, o que é explicitado nas notas e comentários que a acompanham. Dessa forma, a escolha de estratégias e a análise dos efeitos alcançados por meio dessas constituem a base das reflexões metatextuais.

Maria Cristina Micelli Fonseca (01)

01. Acesso lexical Bilíngues não Balanceados

Esse projeto pretende levantar dados sobre como se dá o processamento da leitura de palavras, sentenças e pequenos parágrafos na língua materna e na adicional de forma global, a fim de se obter as medidas para se ter um parâmetro de comparação. Este projeto busca conhecer o acesso de um aprendiz de L2 quando lê na língua estrangeira, traduzido a partir das seguintes perguntas e pesquisa: Entender como se dá o acesso lexical durante a leitura de uma sentença para um falante nativo do português do Brasil e aprendiz do inglês ou espanhol como L2, e como os níveis de proficiência impactam o acesso lexical na compreensão de um texto em uma língua adicional (L2). Investigar de que maneira se dá a ativação do acesso translinguístico dos cognatos e dos homógrafos interlinguais no contexto de uma sentença e qual o tempo da ativação translinguística em uma sentença com e sem cognatos ou homógrafos interlinguais. Alérm disso, como fatores como a proficiência na língua estrangeira, e, a fluência na leitura na língua materna (L1), modulam /interferem/atuam nesse processo. Por fim, pesquisar se a interferência do espanhol como L2 é maior no falante de português do que a do inglês devido à proximidade linguística do português brasileiro (PB) e do espanhol.

Maria da Glória Guará Tavares (01)

01. Tradução, Cognição e Ensino

O objetivo geral do projeto é investigar aspectos cognitivos envolvidos na tradução, Interpretação e tarefas de tradução pedagógica. Trata-se de um projeto com 4 pontas- de- lança: 1) Investigar aspectos cognitivos e metacognitivos no processo tradutório, 2) Investigar o papel da memória de trabalho na Interpretação Simultânea em LIBRAS; 3) Investigar, por meio do movimento ocular, como indivíduos surdos e ouvintes processam e compreendem datilologias e iconicidades durante a Interpretação simultânea em LIBRAS, 4) investigar processos cognitivos e metacognitivos em tarefas de tradução pedagógica.

Marie Hélène Catherine Torres (01)

01. Historia da Tradução

Essa pesquisa pretende construir um panorama crítico da produção da literatura traduzida no Brasil, principalmente a partir do início do século XX. Os objetivos dessa pesquisa permitem oferecer elementos para a constituição de uma história da tradução e dos tradutores de literatura brasileira em francês, inglês, espanhol como parte integrante da história da literatura brasileira e divulgar a produção literária de um gênero (como contos por exemplo) ou de um(a) autor(a), bem como pesquisar sobre a história do livro traduzido, paratextos, priorizando pesquisas em acervos digitais.

Nicoletta Cherobin (01)

01. Tradução anotada e comentada de Tempo morto e outros tempos: diário de adolescência e primeira mocidade (1915-1930), de Gilberto Freyre para o italiano

Com ênfase nas questões ligadas a linguagem e estilo do autor, além das representações culturais presentes na obra. De fato, para o tradutor conseguir construir o próprio texto e proporcionar ao leitor o mesmo efeito da leitura do texto de partida resultam necessárias informações relacionadas ao estilo do autor, à língua e ao momento histórico de produção da obra. A tradução comentada torna o tradutor um sujeito histórico ativo (BERMAN, 1995; PYM, 1998) à procura das possíveis soluções para as diferenças linguísticas e culturais que existem entre o texto traduzido e o texto base. Este tipo de tradução, todavia, não somente valoriza a figura do tradutor, proporcionando a possibilidade de reconhecer as escolhas autorais (e as estratégias) mas envolve também o leitor no processo tradutório. Os objetivos específicos desta pesquisa são: 1) Ampliar a visibilidade de autores brasileiros no contexto acadêmico e cultural italiano e questionar a recepção intelectual no país; 2) Enriquecer o repertorio de obras freyrianas traduzidas para o italiano; 3) Dar ênfase à problemática das incoerências entre vida e obra de um escritor, frequentemente silenciadas nas biografias.

Pâmela Freitas Pereira Toassi (01)

01. Estudos experimentais sobre leitura e tradução/ Experimental studies on reading and translation

A leitura é um dos processos mais complexos relacionados à linguagem.  Diferentemente de outras habilidades relacionadas à linguagem, como falar e escutar, a leitura necessita de uma aprendizagem formal, ainda que seja na língua materna. Tendo em vista que a tradução envolve, primeiramente, o processo de leitura do texto original, compreender a leitura como objetivo de tradução é compreender uma etapa da mesma. Nesse projeto de pesquisa objetivamos investigar os processos cognitivos envolvidos na leitura de textos estáticos e dinâmicos desde as etapas mais simples, relacionadas à decodificação, ao acesso lexical e ao parsing, quanto às mais complexas, que envolvem compreensão inferencial e monitoramento da compreensão. Através de metodologias experimentais obteremos medidas de testes comportamentais on line e off line, que nos fornecerão evidências sobre o processamento cognitivo da leitura. Serão utilizados como corpus da pesquisa sentenças manipuladas experimentalmente, textos autênticos e legendas de vídeos. As medidas on line serão obtidas através de técnicas como rastreamento ocular e priming, sendo que as medidasoff line serão obtidas através de questionários e perguntas de compreensão.

Patrícia Araújo Vieira (01)

01. Estudos experimentais sobre o processamento de legendas por espectadores surdos e ouvintes: análise do comportamento ocular

Este projeto tem como suporte teórico-metodológico a TAVa (Tradução Audiovisual Acessível) e  pretende dar continuidade ao estudo experimental desenvolvido por Vieira et al (2017), Vieira e Araújo (2017), sobre como os espectadores surdos e ouvintes processam legendas de duas linhas com velocidades baixa (145 palavras por minuto- ppm) e alta (180 palavras por minuto – ppm) apresentando ou não problemas de segmentação linguística nas legendas de um documentário.  Os resultados sugeriram que as legendas em condições mal segmentadas, ou seja, apresentado sintagmas indevidamente separados na mesma legenda, causaram incômodos aos participantes surdos e ouvintes e maior custo no processamento durante a recepção. Também verificamos que a condição rápida e bem segmentada da legendagem demostrou ser a mais confortável para os participantes, principalmente os surdos que tiveram melhor recepção (VIEIRA; ARAUJO, 2017), mesmo sendo a língua portuguesa a segunda língua (L2) desses sujeitos. A continuidade deste estudo pretende também verificar o custo do processamento do parâmetro da segmentação na legendagem nos mais diversos gêneros audiovisuais, levando em consideração legendas de uma e duas linhas, uma vez que a recomendação dos teóricos em legendagem é que as legendas de duas linhas apresentam uma sintaxe mais completa favorecendo a compreensão do conteúdo dos vídeos, no entanto, isso não foi testado com espectadores surdos. Este estudo visa favorecer uma melhor formação dos tradutores em legendagem procurando promover uma melhor acessibilidade dos programas audiovisuais aos espectadores surdos.

Philippe Rene Marie Humblé (01)

01. Translation and migration from an intercultural point of view

The aim of this project is to stimulate a number of studies that analyse translations originating from a migration background, and this from a point of view that takes the confrontation between cultures as its starting point. The possibilities of this research project for developing master’s and PhD theses are numerous, given the many facets to the problem which, nevertheless, all circle around one central point: the confrontation of cultures. Translation is in itself a phenomenon of ‘migration’, in the sense that a text ‘migrates’ from one culture into another. Migration is a growing topic in Translation Studies and has many facets. The aim of this research project is to focus on themes related to migration, preferably related to Brazil, combining traditional research methods of translation studies with methods of the field of intercultural communication and anthropology. In this sense, the works of Edward T. Hall, Geert Hofstede and Clifford Geertz could be seen as having only remote bearings on Translation Studies. They provide, however, useful insights precisely in the transfusion of cultural meaning which translation always imply. It is my intention to show this in a research project concentrating mainly in exploiting the research possibilities of Brazil’s rich migration history.

Rafael Ferreira da Silva (01)

01. Traduzindo identidade e cultura nas modalidades intralinguística, interlinguística e intersemiótica
Os Estudos da Tradução vêm buscando conquistar o seu espaço próprio desde os anos 60, atingindo nos anos 80 o status de disciplina autônoma. Desde então, a pesquisa na área se desenvolveu e passou a abarcar diversas possibilidades e perspectivas.
A língua demarca as comunidades grandes e as pequenas: uma comunidade linguística é uma macrocomunidade, que dentro de si hospeda muitas microcomunidades, que estão em contato em diversas maneiras. Além da língua e da comunidade linguística, a pessoa pode sentir-se participante de complexos plurilinguísticos ou da humanidade inteira; e a pertinência a um território circunscrito pode ser compatível com a pertinência a uma pátria maior; assim como a consciência da pátria pode conflitar com a de uma identidade continental ou com o sentimento de ser cidadão do mundo. Todas essas questões culturais e identitárias são expressas no seu léxico, nas formas linguísticas e nas suas estruturas gramaticais.
Os objetivos desse projeto são (1) acolher pesquisas sobre questões linguísticas, culturais e identitárias em traduções intralinguísticas, interlinguísticas e intersemióticas; (2) Verificar estratégias de tradução para obras multilíngues; (3) Analisar legendas e dublagem; (4) Discutir traduções para diferentes estruturas midiáticas; (5) Analisar traduções intralinguísticas para diferentes registros; (6) Discutir versões musicais em audiovisual; (7) Discutir tradução e localização em vídeo-games e outros sistemas de significação.
Nossa fundamentação teórica será em Even-Zohar (1990), que aborda a posição da literatura traduzida dentro do polissistema literário, Venuti (2002), que trata das questões de estrangeirização e domesticação em tradução, Toury (1995), que aborda os estudos descritivos da tradução, Berman (1995), que postula que todo texto traduzido tem um projeto de tradução que inclui o modo de tradução, as exigências específicas inerentes à obra e uma reflexão sobre o processo de tradução; Bourdieu (1998), que aborda questões sobre diferenças de status linguístico; Preti (2003) que analisa as relações entre as variações linguísticas e as variações sociológicas e a fala em situação de uso; Eco (2003), que propõe a negociação no ato tradutório; em com Mittmann (2003), que discute o processo de produção de discurso durante o processo tradutório, entre outras leituras que se fizerem necessárias.

Robert de Brose (02)

01. Tradução, Recepção e Filologia Clássica

Esse projeto de pesquisa busca investigar de que maneira o método filológico tradicional, baseado na fidelidade da transmissão textual, pode contribuir na tradução, a partir de várias vertentes teóricas, e na disseminação das obras da Antiguidade Clássica no mundo moderno. Incluído aí está a investigação da recepção dessas obras na modernidade em diversas línguas e culturas. Na outra direção, de que forma diferentes Teorias da Tradução podem ajudar na translação de textos pertencentes a culturas e línguas que já não existem mais.

02. Tradução de Poesia

A tradução do texto (no âmbito da escrita) e do discurso (no âmbito da fala) que estão fundados na função poética da linguagem, como definida por Jakobson, é o principal objeto de estudo desse projeto de pesquisa. Esse projeto reconhece os diferentes tipos de gramáticas poéticas que produzem diferentes formas de expressão poética como o principal objeto da tradução, antes mesmo do texto ou do discurso, que são produtos daquelas. Porque as diferentes gramáticas poéticas surgem a partir não só da cultura de um determinado povo, mas, igualmente, da modalidade do texto/discurso objeto de estudo e, portanto, representam tanto a proto- como a macroforma geradora da obra poética, é preciso que a tradução daí parta em sua busca por uma gramática poética equivalente na LC. Como as gramáticas poéticas são tão diversas quanto as culturas e as línguas humanas, esse projeto tem como objetos textos/discursos em quaisquer línguas, modalidades e mídias

Sâmia Alves Carvalho (01)

01. Multimodalidade e Tradução Intersemiótica: estudos de relações e de traduções entre modos semióticos

As novas tecnologias de informação têm modificado drasticamente a forma como nos comunicamos e nos relacionamos. A noção de texto agora torna-se mais abrangente, de forma a acolher várias formas de expressão, criando textos compostos em modos semióticos diversos, bem como exigindo de leitores e tradutores habilidades de recontextualizar, em um modo, sentidos construídos em outro. O objetivo desse projeto de pesquisa é investigar como os sentidos de um determinado texto são traduzidos, recontextualizados e reconstruídos em textos compostos outros modos semióticos. Dessa forma, o projeto abre várias possibilidades de investigação, dentre elas: a) as interrelações entre os modos semióticos na construção dos sentidos; b) tradução/adaptação como intersemiose e intertextualidade, c) os impactos das traduções/adaptações de livros didáticos no ensino. Somente essas três temáticas já trazem inúmeras implicações para a produção de conhecimento e desenvolvimento de pesquisas mais setorizadas e mais especificas como, por exemplo, pesquisa que busquem descobrir como textos visuais antigos tem sido reconstruído e atualizados em memes na internet, como são feitas as traduções de elementos culturais imagéticos presentes na cultura inglesa e inseridos em livros didáticos de ensino de inglês como LE, somente para mencionar algumas. Como embasamento teórico para os estudos das intersemioses utilizaremos o arcabouço da teoria da multimodalidade (KRESS, 2005; JEWITT, 2008, 2009; UNSWORTH, 2006, BULL; ANSTEY, 2010); e como referencial básico para os estudos de tradução intersemiótica estudaremos (HUTCHEON, 2006; PLAZA, J. 2008, SANDERS, 2006, VENUTI, 2007).

Silvana Aguiar dos Santos (01)

01. Formação de Tradutores e Intérpretes de Libras-Português: competência, desenho curricular e modalidade gestual-visual

A formação de intérpretes e tradutores de língua de sinais no Ensino Superior Brasileiro é muito recente, sendo inaugurada somente após o reconhecimento da Libras (Lei 10.436/2002) e a sua regulamentação (Decreto 5.626/2005). A Graduação em Letras Bacharelado em Libras a Distância, iniciada em 2008, foi o primeiro curso superior visando à formação de tradutores e de intérpretes de Libras-Português. Com a criação dessa graduação, tem-se a necessidade de se responder a seguinte questão: como se ensina a traduzir e a interpretar de/para línguas de diferentes modalidades? Ou seja: quais seriam os conteúdos, as estratégias, os métodos, os procedimentos, as técnicas ou os recursos didáticos e pedagógicos capazes de potencializar a aquisição e o desenvolvimento da competência tradutória intermodal? Considerando a atualidade dessa formação, a pesquisa pretende identificar, descrever e analisar quais seriam os princípios teóricos e didáticos fundamentais à formação de tradutores e de intérpretes de Libras-Português, os quais estão relacionados (i) aos conteúdos curriculares escolhidos; (ii) aos objetivos de aprendizagem definidos; (iii) às abordagens pedagógicas utilizadas; (iv) às estratégias didáticas empregadas; (v) aos tipos de tarefas propostos; (vi) aos procedimentos avaliativos aplicados; e (vii) aos fundamentos epistemológicos que sustentam e orientam o processo formativo. A pesquisa tem como embasamento algumas propostas brasileiras sobre a definição, caracterização e modelagem de competência tradutória (GONÇALVES, 2005; ALVES, GONÇALVES, 2007) e sobre Didática da Tradução bem como as propostas e modelos desenvolvidos pelo grupo PACTE (Procés d’Adquisició de la Competència Traductora i Avaluació) da Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha, e pelo grupo AVANTI (Avances en Traducción e Interpretación) da Universidade de Granada, Espanha. Para o desenvolvimento da pesquisa, utilizaremos perspectivas qualitativas e, quando for o caso, quantitativas. Será feita uma revisão bibliográfica de produções sobre competência tradutória nas três últimas décadas e um levantamento dos princípios fundamentais e das bases epistemológicas que compõem e definem o atual processo de ensino e aprendizagem da tradução e da interpretação. Para a manipulação dos dados, empregaremos algumas categorias de análise com o intuito de melhor organizá-los e, por sua vez, cumprir com nossos objetivos de pesquisa. Assim, nos valeremos de categorias presentes nos modelos de competência tradutória de Gonçalves (2005) e Alves e Gonçalves (2007), do Grupo AVANTI (KELLY, 2002) e do Grupo PACTE (HURTADO ALBIR, 2017). Em sequência, realizaremos uma revisão dos componentes desses três modelos com o intuito de verificar como a modalidade de língua impactaria esses componentes e como poderia ser prevista em meio a eles. Então, estabeleceremos uma análise conjunta, a partir da questão da modalidade de língua e seus efeitos sobre a tradução e a interpretação, sobre os princípios norteadores da Didática da Tradução com o intuito de identificar e/ou propor categorias capazes de definir e guiar a construção de um desenho curricular específico à graduação generalista de um tradutor e intérpretes intermodais. Um dos passos iniciais da pesquisa é o mapeamento e estudo dos currículos dos cursos brasileiros de graduação que visam à formação (1) do tradutor e/ou do intérprete de línguas orais (nos pares Línguas Estrangeiras – Português) e (2) do tradutor e intérprete de línguas de sinais (no par Libras-Português), comparando-os entre si e, também, aos dos cursos de formação de tradutores e de intérpretes oferecidos na Espanha pela Universidade Autônoma de Barcelona, pela Universidade Pompeu Fabra e pela Universidade de Granada. Além disso, com base nessa análise comparativa, investigaremos os planejamentos propostos pelos professores das disciplinas específicas de tradução e de interpretação: tanto as definidas como práticas quanto aquelas chamadas de teóricas. Vale dizer que, nas duas últimas décadas, temos observado uma intensificação das pesquisas e das reflexões voltadas à formação de tradutores e de intérpretes: à Didática da Tradução. Entretanto, é possível observar também que as Didáticas da Tradução ainda não se desenvolveram tanto quanto as didáticas de outras áreas de conhecimento (HURTADO ALBIR, 1999, 2005, 2007; GONÇALVES, 2015). Quando falamos de tradução e de interpretação intermodal, a situação é bem mais crítica, já que o campo disciplinar dos Estudos da Tradução e da Interpretação de Línguas de Sinais ainda é muito jovem (RODRIGUES, BEER, 2015), assim como a formação de tradutores e de intérpretes intermodais de Libras-Português no Ensino Superior (LACERDA, 2010; QUADROS, 2014) e sua inserção temática na pós-graduação (PEREIRA, 2010; VASCONCELLOS, 2010; SANTOS, 2013). Diante desse quadro, é evidente que carecemos de pesquisas que tenham como foco de análise o desenho curricular necessário à formação de tradutores e de intérpretes que atuam entre uma língua gestual-visual e outra vocal-auditiva, principalmente pelo fato de essa tradução/interpretação ser intermodal (PADDEN, 2000; MEIER, CORMIER, QUINTO-POZOS, 2004; QUADROS, SOUZA, SEGALA, 2012; RODRIGUES, 2012, 2013, 2018; QUADROS, SEGALA, 2015). Pesquisas, como a proposta aqui, precisam alicerçar-se tanto em saberes pedagógicos e didáticos da tradução, quanto em conhecimentos específicos dos Estudos da Tradução e dos Estudos da Interpretação, principalmente, aqueles que se referem à aquisição e ao desenvolvimento de competência tradutória. Em suma, a realização da pesquisa possibilitará, dentre outros: (i) o mapeamento das perspectivas de formação de tradutores e de intérpretes intramodais vocais auditivos e dos intermodais, Libras-Português, no contexto brasileiro; (ii) o alinhamento e a descrição das propostas curriculares que orientam esses cursos formação; (iii) a identificação, descrição e análise dos princípios teóricos e didáticos fundamentais à formação de tradutores e de intérpretes, inclusive dos de Libras-Português; (iv) a reflexão sobre a construção de um desenho curricular adequado à formação de tradutores e de intérpretes intermodais no contexto brasileiro; (v) o desenvolvimento de enfoques específicos ao desenvolvimento da competência tradutória intermodal e, por fim, (vi) o desenvolvimento da base necessária à construção de desenho curricular (objetivos, conteúdos, metodologias, competências e avaliação) próprio à formação acadêmica de tradutores e de intérpretes intermodais. Com os resultados da pesquisa, oferece-se a possibilidade de os cursos voltados, especificamente, à formação de tradutores e de intérpretes intermodais, Línguas de Sinais – Línguas Orais, poderem contar com um conjunto sistematizados de dados e reflexões capazes de subsidiar o desenvolvimento de um desenho curricular próprio à formação acadêmica de tradutores e de intérpretes que atuam entre uma modalidade gesto-visual e outra vocal-auditiva. Nesse sentido, a pesquisa contribuirá significativamente com a expansão, com o amadurecimento e com o avanço da Didática da Tradução no Ensino Superior Brasileiro e, por consequência, dos cursos de formação de tradutores e de intérpretes tanto de línguas orais (profissionais intramodais vocais-auditivos) quanto de línguas de sinais (profissionais intermodais e profissionais intramodais gestuais-visuais). Por fim, destacamos que o aprimoramento dos cursos de graduação voltados à formação de tradutores e intérpretes de línguas de sinais é uma demanda social, política e acadêmica, visto que implica na melhoria da qualidade de acesso das pessoas surdas à sociedade como um todo: aos seus bens e serviços, à escolarização, aos conhecimentos e informações que circulam cotidianamente. Além disso, favorece o reconhecimento e a valorização das línguas de sinais e, inclusive, dos profissionais tradutores e intérpretes intermodais.

Simone Maria Lopes de Mello (01)

01. A correspondência de Haroldo de Campos com Elisabeth Walther e Max Bense: (Reflexão sobre) Linguagem e Poesia de Vanguarda no Diálogo entre Grupo Noigandres e Escola de Stuttgart

O projeto tem como objeto a correspondência do poeta Haroldo de Campos (1929-2003) com a semioticista alemã Elisabeth Walther (1925-2018) e com o filósofo alemão Max Bense (1910-1990) durante o período de 1961 até a morte do poeta, em 2003. Essa coleção de documentos faz parte do Acervo Haroldo de Campos, patrimônio do Estado de São Paulo anteriormente pertencente a Elisabeth Walther-Bense e adquirido pelo Museu Casa das Rosas (São Paulo), em 2014, por iniciativa do Centro de Referência Haroldo de Campos. Os objetivos do projeto são organizar uma edição das cartas enviadas por Haroldo a esses remetentes entre 1961 a 1977, período da correspondência diretamente relacionado ao movimento da Poesia Concreta, traduzi-las do francês para o português e elaborar um texto introdutório para contextualizar o material em questão dos pontos de vista literário-histórico e teórico. Essa contextualização incluirá um relato sobre aspectos relevantes da correspondência posterior a essa fase, de 1980 a 2003.
Walter Carlos Costa (02)

01. História e historiografia da tradução literária

Esta pesquisa investiga a história e a historiografia da tradução literária e sua relação com os sistemas culturais e literários em diferentes níveis: regional, nacional e transnacional, envolvendo diferentes línguas e culturas. A pesquisa compreende elementos teóricos e críticos e se interessa, na esteira da ainda incipiente bibliografia sobre o assunto, por textos literários, em seu sentido amplo: poesia, prosa, teatro, crônica, literatura de viagem, biografias, entrevistas, escritas do eu (autobiografias, diários, correspondências, memórias), textos de história, filosofia, relatos antropológicos, escritos religiosos, literatura policial, história em quadrinhos, letras de música (popular, lírica, religiosa) e diferentes formas híbridas (por exemplo, graphic novel). Entre os tópicos investigados estão: história das teorias da tradução, história da recepção de autores e correntes, história dos tradutores e história das traduções de certas obras e autores. A pesquisa se insere nos Estudos da Tradução, com interlocução com várias disciplinas, entre outras, literatura comparada, estudos de recepção, historiografia literária, estudos clássicos, teoria e crítica literária, literatura mundial, estudos retóricos, estudos da adaptação, história da leitura, história das bibliotecas, história do livro, história da imprensa, antropologia, estudos de mídia. O objeto inicial da pesquisa é a história da tradução literária no Brasil, mas o projeto estará em diálogo com projetos afins de mestrandos, alunos de iniciação científica, pós-doutorandos e colegas.

02. Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares editores de “El Séptimo Círculo”: tradução e reinvenção do gênero policial

A carreira literária de Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares estão intimamente relacionadas e a colaboração entre os dois amigos parece ter sido muito mais intensa e decisiva para a formação do próprio Borges, do que a crítica costuma reconhecer. As memórias de Bioy, sobretudo as recolhidas no volume Borges, publicado em 2006, e que lançou nova luz sobre a parceria intelectual dos dois amigos. Este projeto aborda um dos empreendimentos mais consistentes de Borges e Bioy e que talvez seja menos valorizado porque a organização de coleção é vista como menos autoral do que a organização de antologia ou de tradução, que, por sua vez, costumam ser vistas como menos autoral do que a produção da obra própria. O corpus desta pesquisa é a célebre, mas pouco estudada, coleção “El Séptimo Círculo”, de literatura policial. Borges e Bioy tomaram parte ativa da organização dos 120 primeiros volumes da coleção, que chegou a alcançar 366 volumes. A partir do número 121, o editor Carlos V. Frías assumiu o comando da coleção. O corpus corresponde, portanto, aos 60 primeiros volumes organizados por Borges e Bioy. Os 60 volumes correspondem à metade dos 120 que Borges e Bioy chegaram a editar. Os volumes 61 a 120 serão objeto de pesquisa posterior. A presente pesquisa se insere no campo dos Estudos Literários da Tradução e da Literatura Comparada, especialmente na história da tradução literária e, mais especificamente, no estudo das coleções, antologias e da edição e seu papel na formação e transformação do cânone literário. Esta pesquisa se beneficia bastante de desenvolvimentos recentes da historiografia da tradução, que representam uma virada nos estudos de história da tradução: a The Oxford History of Literary Translation in English e a Histoire des traductions en langue française. Este projeto pretende contribuir em várias áreas dos estudos literários nos seguintes aspectos: O projeto reveste uma particular relevância para o exame do funcionamento interno dos sistemas literários periféricos e para a relação entre um sistema periférico específico, em um momento privilegiado de sua história, em que conseguiu inverter parcialmente o fluxo de transferência de tendências e escolas literárias. Contrariamente ao que se pensa, nem sempre a subordinação do hemisfério sul é completa; há momentos em que a periferia pode reexportar, remanufaturado, o que importa. A coleção “El Séptimo Círculo” mostra que dois escritores do Sul podem, ao mesmo tempo que importam massivamente representantes de um gênero, que já existia de forma embrionária na Argentina, promovem a reinvenção desse gênero, em bases mais vigorosas, mas promovem também a renovação da literatura nacional e em âmbito hispânico. A coleção “El Séptimo Círculo” constitui também um lugar de experimentação, em que Borges e Bioy vão construindo paulatinamente sua obra própria e que, no caso de Borges, pelo menos, representou um dos poucos momentos da história literária mundial, em que um escritor do hemisfério Sul exportou formas novas para o hemisfério Norte.

Acessar Ir para o topo