Área do cabeçalho
gov.br
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: PortuguêsEnglishEspañol

Universidade Federal do Ceará
Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução

Área do conteúdo

Nova dissertação publicada: A segmentação retórica na legendagem para surdos e ensurdecidos de vídeos em Libras

Data de publicação: 28 de dezembro de 2022. Categoria: Acessibilidade, Estudos da Tradução, Notícias

A POET comunica a publicação, no repositório institucional da UFC, da dissertação intitulada A segmentação retórica na legendagem para surdos e ensurdecidos de vídeos em Libras, defendida pelo agora mestre Eurijunior Sales de Souza. O trabalho, bastante elogiado pelos avaliadores da banca, a saber, os professores Vinícius Nascimento (UFSCar), Vera Santiago (Uece) e Ítalo Assis (UVA), tornou-se a primeira dissertação da POET a trazer as seguintes inovações: 1) descrições para todos os gráficos e imagens, proporcionando assim acesso aos leitores com alguma condição de deficiência visual; e 2) uso da tecnologia QR Code, permitindo ao leitor visualizar em tela o que está sendo discutido no texto. Além disso, este trabalho apresenta um tema inédito no cenário das pesquisas em Tradução Audiovisual (TAV) no Brasil e no cenário internacional: a legendagem de vídeos em língua de sinais. Tal temática só havia sido discutida antes pelo próprio autor em seu TCC de especialização (Souza, 2018), e na Europa, por Bull et al. (2021).

Link para download: Clique aqui

Sobre a dissertação

Autor: Eurijunior Sales de Souza

Orientadora: Patrícia Araújo Vieira

Título

A segmentação retórica na legendagem para surdos e ensurdecidos de vídeos em Libras

Resumo

Este trabalho, que tem suporte teórico-metodológico nos Estudos da Tradução, mais especificamente na área da Tradução Audiovisual Acessível (TAVa), tem por objetivo principal investigar como foi trabalhada a segmentação retórica na Legendagem para Surdos e Ensurdecidos (LSE) da série de ficção dramática Crisálida, uma produção bilíngue (português/Libras) integrante do catálogo da plataforma de streaming Netflix. A segmentação na legendagem refere-se à distribuição do texto traduzido entre as linhas de uma legenda ou entre legendas diferentes (NAVES et al., 2016). No nível retórico, segundo Reid (1990), tem relação com a divisão do texto respeitando o ritmo das falas, e, se mal executada, pode comprometer a experiência audiovisual pela perda de sincronia entre fala e texto. Por sua vez, vídeos em Libras, como os da série em questão, representam um desafio para a tradução em legendas por conta da diferença de modalidade entre essa língua fonte, de natureza gestualvisual, e a língua alvo, no caso o português, de natureza oral-auditiva (SOUZA, 2018; SOUZA; VIEIRA, 2019). A metodologia aqui utilizada é do tipo descritiva e tem uma abordagem baseada em corpus. Para a análise, foi proposto um modelo de etiquetagem, isto é, uma forma de marcar no texto legendado os trechos com problemas de segmentação, sejam eles relativos a atraso ou antecipação de informação, tanto em língua oral como em língua de sinais. Os resultados da análise revelam que a equipe de legendistas da série optou por uma segmentação retórica direcionada pelas falas orais, mesmo em trechos onde a língua em destaque era a de sinais. Por fim, foi feita uma proposta de relegendagem de alguns desses trechos, respeitando os parâmetros técnicos e linguísticos defendidos pelos teóricos da TAVa (ARAÚJO; VIEIRA; MONTEIRO, 2021; DÍAZ CINTAS; REMAEL, 2021). Esta pesquisa tem como propósito contribuir para a formação de novos legendistas comprometidos com a causa da acessibilidade.

Palavras-chave

Estudos da Tradução; Tradução Audiovisual Acessível; Legendagem para surdos e ensurdecidos

Acessar Ir para o topo